Caixas de Cartão



A DISMODIN desenvolve todo tipo de embalagens em Cartão Canelado. Desde cantoneiras, cantos, tabuleiros, placas vincadas, caixas tipo americano, auto-armaveis, caixas c/ formatos e medidas especiais, entre outras para diversos segmentos industriais, sempre considerando as necessidades de cada cliente.

O cartão canelado reciclado como o próprio nome indica é constituído apenas por papéis reciclados tanto a nível das paredes (interiores intermédias e exteriores) como das caneluras.

Dependendo das necessidades de embalagem e possível substituir o papel reciclado das paredes interior e exterior por papel kraft de várias gramagens e ainda usar produtos químicos para aumentar a resistência das caneluras sem ter que aumentar a espessura do papel.

Desta forma e tendo em atenção as necessidades do produto a embalar (recomendamos especial atenção a produtos leves e/ou frágeis) conseguimos aumentar a resistência da caixa:

  • - Quanto à ruptura;
  • - Quanto à compressão vertical;
  • - Quanto à humidade;
  • - Quanto às variações de temperatura.
  • Entre as curiosidades históricas do produto, usado há mais de 100 anos, esta sua ingénua, porém, engenhosa construção, que permanece moderna e inovadora até hoje.

    1856 - Dois ingleses obtiveram a patente para o primeiro uso conhecido do cartão canelado como protecção interna de chapéus. Naquele ano surgiu também a primeira “caneladora”, muito simples, com dois rolos ondulados, operados manualmente.

    1871 - A primeira utilização do cartão canelado como embalagem, foi quando o americano Albert L. Jones obteve a patente para envolver produtos frágeis, como garrafas, em embalagens produzidas com esta matéria-prima.

    1903 - Um produtor de cereais usou pela primeira vez uma caixa de cartão canelado em canelado simples (capa/canelura/capa), conseguindo a aprovação oficial deste tipo de embalagem de transporte.